NÃO É ASSIM QUE FUNCIONA

Estou caminhando para a formação em Publicidade e Propaganda e ao longo do tempo que já estou na faculdade, vejo sempre ser reforçada a importância de pesquisar bem todas as possibilidades antes de iniciar uma campanha, ou de criar um anúncio, ou qualquer coisa que seja divulgada, em qualquer lugar e a qualquer hora.

Claro que isso não é novidade pra ninguém. Todos temos alguma noção do inaceitável, pois somos todos filhos de um mesmo país, com problemas reais em todo o canto, problemas estes que algumas pessoas preferem varrer para debaixo do tapete.

O Carnaval é uma época de folia no Brasil inteiro, mas me refiro à folia no sentido literal da palavra. O Brasil vira uma bagunça (como se já não tivesse suficiente). Bebedeira, acidentes, perdas, nível de estupro aumenta, nível de dignidade diminui e parece que alguns publicitários brasileiros já perderam a cabeça a muito tempo.

A campanha da Skol, parece que não teve um bom planejamento antes de ser executada. A frase “Esqueci o ‘não’ em casa” sugere que todas nós, mulheres, possamos sofrer qualquer tipo de abuso. Dá a entender aos homens, que por muitas vezes são mais agressivos, que nós estamos abertas a fechar qualquer tipo de negócio. Claro que a campanha não é apenas voltado ao público feminino, mas fazendo uma retrospectiva de quem mais se afeta por conta das festividades do Carnaval, são as mulheres.

Existe um limite na falta de bom senso e ele está sendo extrapolado neste caso. Existe muito mais por trás de uma intenção não maldosa do que muitos imaginam. O povo nem sempre tem a mesma visão do que aquele que está anunciando. A população engloba a cultura, os costumes, os hábitos, os aprendizados e tudo isso vai junto na bagagem na hora de analisar um anúncio como esse.

Eu não digo tudo isso apenas na minha visão de futura publicitária. Eu digo pela minha visão de mulher, de brasileira que tem conhecimento da fama do Carnaval. Graças a Deus, eu nunca sofri uma coisa dessas, como estupro, por exemplo. Mas a minha condição de humana me obriga de forma inconsciente a me colocar no lugar destas pessoas e imaginar a desgraça que isso já lhes causou.

Publicitários brasileiros, vocês fazem a cara do país. Vamos, por favor, pensar um pouquinho mais da próxima vez antes de jogar uma bomba dessas.

A imagem acima é do Facebook da Publicitária Pri Ferrari, que também se indignou com o anúncio e tudo o que ele engloba.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s