A VIDA ENSINA E VOCÊ DEVE APRENDER

Eu devia passar do lado de algumas pessoas (e coisas) e cantar DESAPEGA, DESAPEGA, OLX!!!

Cacete, eu to na bad com umas coisas. To bem melhor, claro, do que na semana passada, estou mais lúcida. E é exatamente por isso que eu me toquei do que está acontecendo comigo e o que estou fazendo, ou me deixando fazer.

Tive uma conversa franca com meu pai neste final de semana. Não, nós não brigamos, foi uma conversa da visão que ele anda tendo de mim nos últimos tempos, o que ando fazendo, deixando de fazer, o que eu deixo as pessoas fazerem comigo (emocionalmente). E eu simplesmente tive que concordar com tudo o que ele disse. Doeu? Doeu. Mas eu sei que ele disse aquilo com o coração e pro meu bem. E eu aceitei porque tenho que mudar. Tenho que repensar muitas coisas e muitos princípios que matutam na minha cabeça por tempos e tempos e eu não chego a lugar nenhum. Porque não são princípios saudáveis.

Eu estava simplesmente saindo do que eu sou. O que eu estava vivendo, talvez ainda esteja, porque não é da água pro vinho que eu vou mudar, era a vida de uma pessoa que não sou eu. Cabisbaixa, isolada, triste, insegura, indecisa, presa no quarto, não interagir com praticamente ninguém no trabalho, na faculdade, na sociedade (principalmente, porque meu tempo livre era ficar deitada na minha cama mexendo na droga do celular). Ah, o celular. Que grande bosta. Eu devia me desligar dele por um tempo, apreciar a paisagem que se forma bem na minha frente, no meu nariz, em vez de procurar por ela naquela telinha que me irrita os olhos.

Por isso o desapego. Por isso e por mais tantos motivos, tantos hábitos eu criei que tenho que me desvincular, se não eu fico doida. Há uns tempos, falei aqui no blog do quanto eu me surpreendo por ser uma pessoa ansiosa, chego a passar mal, literalmente. Eu penso demais nas coisas, penso tanto que a semana passada fui parar no pronto socorro, pois estava com muita coisa na cabeça, estava nervosa, ansiosa, desconfortável, quando comi um cachorro quente e passei muito mal.

Se tem alguém que lê o blog e que sente essas mesmas coisas, eu vou dar um conselho, pra você e pra mim. Leve uma vida mais leve. Não é fácil despreocupar com coisas, eu sei porque sinto na pele, mas vamos juntos fazer um esforço. Poxa, a vida fica uma verdadeira merda quando a gente fica desse jeito. Eu admiro MUITO as pessoas que conseguem ser tranquilas, sem pressa de viver uma coisa de cada vez, um dia de cada vez. Elas deixam pra pensar amanhã as coisas que devem ser pensadas amanhã! Isso não é lindo!?

Aproveite bem essa vida que tu tem, ela é única, você é único e você não merece sofrer por coisas que são da vida. A vida acontece pra todo mundo e todo mundo passa por coisas parecidas, todo mundo tem problemas, todo mundo tem decepções, todo mundo tem altos e baixos, mas não adianta ficar a vida toda se remoendo por causa disso. Pense nas pessoas que passam por isso e erguem a cabeça todo dia. Meu pai é um cara maravilhoso e ele me ajuda muito com os conselhos dele, ele me ajudou muito, sempre me ajuda. Sei de muita barra que ele passou e até hoje ainda tem coisa difícil, mas ele encara com um sorriso no rosto e nunca deixa de aprender alguma coisa com as dificuldades. Por isso ele é um cara de sucesso – não em sentido profissional (claro que graças a Deus, o trabalho fortifica e dá honra), não no sentido de dinheiro, mas no sentido vivencial –, ele aprendeu com as dificuldades e hoje sabe lidar com as coisas de forma lúcida e admirável, isso é ter sucesso!

P.S.: Tem uma coisa muito importante que eu citei apenas uma vez nesse texto e aqui vou falar mais. Uma coisa da qual nada do que eu disse aqui vai adiantar se não passar por ela: DEUS. Reze, meu caro, converse com Ele. Uma oração não precisa ser feita apenas antes de ir dormir, não precisa ser feita de joelhos ou num espaço separado. Reze lavando a louça, reze arrumando a cama, reze no seu trabalho, reze a qualquer momento do dia. Converse em silêncio com Deus, fale dos seus agradecimentos, pois é muito importante agradecer. Fale do que te incomoda, fale do que está no seu coração, aquilo que você não consegue se abrir para mais ninguém. Você pode chorar, pode sorrir, pode doer, mas Ele vai te confortar, isso é certeiro.

Olha, um café nessa situação pode prejudicar e dar gastrite (sem mentira). Então tomem uma água, um cházinho, um suco natural.
Uma iluminada semana a todos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s