POEMA

Tenho vontade de escrever um poema
Mas ideias não me são concedidas
Busco exaustivamente por um tema
Palavras que por alguém possam ser lidas

Nada do que escrevo me convém
Não encontro aquilo que me satisfaz
De minhas próprias palavras virei refém
E nessa angústia perdi minha paz

Não quero mostrar-me enfraquecida
Tampouco tomada pela indecisão
Apenas espero não estar esquecida
Entre os batimentos do meu coração

Uma palavra preciso buscar
Para que tudo me venha à mente
Palavra esta que me faz desejar
Poder sentir o que a alma sente

Busco na delicadeza de minha amada
O modelo de um ser que é forte
Aquela que me ensina a subir a escada
Passagem entre o dom e a sorte

Aqui deixo dito o poema
Que por tanto tempo busquei
Por ela saí do dilema
E por ela eu sempre sei

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s