MEUS PARABÉNS!

Aquele momento que você se dá conta de que fez merda, de que está na merda. Aquele vacilo. Dessa vez errei, bem feio. PUTA MANCADA. Qualquer entranha em mim está se contorcendo e sentindo o quanto isso pesa, e se dá conta de que é só o começo.

Não fui a única que errei, não errei sozinha. Eu sei. Mas a questão é: por que EU tive que errar? Eu tinha todas as possibilidades possíveis de fazer tudo certo, mas o outro caminho falou mais alto. O outro caminho sempre fala mais alto e ele sempre vai puxar mais. E, como em várias outras vezes, tomei esse um que só me ferra.

Aprender o certo é fácil. Fazer é que é difícil. O problema é que o errado dói menos no começo e a dor triplica no final. E mesmo sabendo disso, preferimos deixar pra depois. Pra sofrer depois.

Nada disso é vitória, por mais que pareça de início. É, na verdade, uma grande perda. Você perde a vontade de tirar sua cara pra fora, você perde a moral, você perde uma chance que poderia se transformar numa grande oportunidade depois. É muito fácil se estragar, se expor para os outros pelo seu lado negativo, mesmo quando você não tem a minimíssima intenção. Ainda mais fácil é perder a confiança de alguém, é ver que aqueles minutos lhe tomaram um período inteiro no qual você tinha voz e vez. Agora sobrou o nada.

Meus parabéns!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s