PALAVRAS PARA DEIXAR IR

Ok, eu sei que vamos passar por novos desafios a cada dia. Às vezes eles até são os mesmos, mas persistem ao passar dos dias. Isso não deveria ser algo que me afeta, não obrigatoriamente. Porém, quando penso nos tipos de desafios, eu quase não sei o que fazer. Claro, eu resolvo os meus problemas (nem sempre de uma forma muito adulta), eu busco deixar meu dia melhor, mas têm dias que é praticamente inútil.

Quando eu olho para os lados e vejo que as pessoas estão diminuindo, uma por uma indo embora, eu entro em conflito entre seguir em frente o meu caminho ou ser mais uma a desistir por medo de ficar sozinha. Sim, eu tenho meus objetivos e sim, quero alcançá-los. Alguns deles não dependem da presença dessas pessoas, mas tem outros que não dão certo sem elas.

A ausência dessas pessoas me faz sentir sozinha, como se não há mais o que fazer. Elas têm seus próprios caminhos, assim como eu tenho o meu, mas ainda é muito estranho pra mim. Ainda não me acostumei com a ideia.

E parece que nem vou acostumar, cada dia que passa vejo menos gente, converso menos, reparo menos. Talvez esse seja meu problema: medo de reparar nos outros (e aprender algo incrível), medo de fazer novas amizades, pessoas que sejam tão legais quanto as que estão indo embora.

O medo também afasta, repele. Acho que é hora. Acho que é hora de mandá-lo embora também, deixar ele se afastar, ir para bem longe e demorar para voltar. É hora de atrair o que é bom.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s