EMOÇÃO, IMAGINAÇÃO, RAZÃO

Nossa mente é infinita. Nos faz criar histórias, pensamentos, nos instiga a imaginar milhões de possibilidades para cada situação. Minha imaginação, além de tudo, sabe me enganar. Ela sabe, através dos meus pensamentos, que pode abusar de mim e me fazer pensar em coisas que possam não ser tão agradáveis.

Eu entendi tudo, não sou tão ingênua. Entendi o que minha imaginação quis passar, como ela fez isso, quando, onde e quem ela envolveu nisso tudo. Só não entendi uma coisa: o por quê. Qual é o sentido de me deixar sentir assim? Relutei contra isso porque sei que durante muito tempo eu simplesmente não dava bola e hoje, como num passe de mágica, eu deixo isso ser a minha pulga atrás da orelha, isso me incomoda e me revolta.

Nunca pedi pra me sentir dessa forma, mas acredito que chegou a hora. De tudo o que já pensei, prefiro ficar com a ideia de que minha imaginação só quis abrir meus olhos e me dizer bem lá no fundinho “hey, pensa por esse lado e veja se não tenho razão”. Pois é. Parabéns, imaginação, você realmente tem razão.

Também posso estar tratando como “imaginação” o meu lado racional. Penso isso porque sei que passei muito tempo deixando o lado emocional tomar conta, as sensações, os sentimentos, as vontades, a curiosidade. Até que chegou a razão bem de mansinho e foi aparecendo cada vez mais até conseguir me fisgar e me fazer pensar da mesma maneira sábia que só ela pode.

Hoje, alguns dias depois, consigo fazer com que estas duas teimosas andem juntas. Razão e emoção. Elas não se dão lá muito bem, mas se aceitam, porque devem se aceitar. E ali no meio delas está a imaginação, sempre cutucando uma, depois a outra. Tudo isso tem a ver com o que eu vejo hoje, com a realidade que me rodeia e como eu lido com isso. Depois que a razão chegou, eu tenho uma visão diferente dessa realidade e muitas vontades que eu tinha há poucos dias atrás, já não existem mais.

Não posso reclamar disso, acho que até fiz a escolha certa. Só peço a Deus que me mantenha sã para que eu não perca pessoas, do mesmo jeito que perdi vontades e sentimentos.

Anúncios

2 comentários sobre “EMOÇÃO, IMAGINAÇÃO, RAZÃO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s