Perdi a coragem

Perdi a coragem de escrever textos bonitos, de usar palavras encantadoras, tocar o coração dos outros. Todos os dias eu penso em escrever, me inspiro em situações, em momentos vividos, em assuntos que rodeiam o cotidiano, me sensibilizo com tantas histórias e crio uma dissertação emocionante na minha mente. Continuar lendo

Temporal

Será que um dia entenderemos como a vida funciona? Como amar, como ser feliz, como deixar as preocupações e aparências de lado e ser mais leve!? É difícil fazer esse exame de consciência. Aceitar que você está com o coração fechado, abri-lo, deixar entrar a leveza e aceitar que a mudança tem que vir de você dói. Dói muito, porque o orgulho toma conta de tudo. Continuar lendo

Interminável (até começar de novo)

Tudo o que eu quero é um gesto simples, ou palavras simples. São estas as coisas que me fazem sorrir. Você não precisa mostrar ao mundo, precisa mostrar para mim. Às vezes eu fico esperando, pensando se talvez eu não estou exagerando. Às vezes me pergunto se sou eu que faço demais ou você que faz de menos. Não sei, mas talvez eu faça isso porque me importo. Eu não duvido que você se importa, mas você pensa menos que eu, aceita mais. Continuar lendo